SEBASTIÃO

Rosalina Marshall

Capa — Ilustração de Maria Condado

Editora Mariposa Azual

68 páginas + cortina em vegetal

ISBN 978-972-8481-53-7

PVP – 12€

 

 

II

A coroa milenar que abençoa e agracia tua fronte
Já não brilha.
A minha boca está em choque.
O teu beijo preenche-me a boca.
É vazio em movimento.
A tua língua molha-me a visão interna.
Gira na minha
Uma pastilha elástica
Com vontade própria.
O teu olhar escuro
Abre beijos
A minha boca é breu
De cave esquecida
Se te vejo,
Desperta no fundo do poço
O reflexo teu, Sebastião,
Preso por corda demorada.
A beleza não levanta a âncora.
Os beijos somem-se
Mas a boca beijada permanece.
Além, Marrocos.
Quando envelhecer
Vou para Marrocos
Percorrer as ruas
Na nostalgia e decência
De nunca te encontrar.
Os teus caracóis loiros
Há muito terão sido devastados.
Vim mostrar-te as minhas cãs.
Em criança também fui loira.
Quem não foi?
Oh Sebastião,
Morro de sono.
Lá fora cresce a noite
E na minha boca o nevoeiro.
Sebastião, Sebastião,
Um homem que não gosta de beijos
Não presta para nada.
Toda a saudade de um canto ao outro de meus olhos.
Entre os cantos da minha boca
Milhares de beijos engaiolados.
D. Sebastião, para onde foram os teus?
Agora nado de boca aberta.
Ó alminha volúvel e descontente
Marrocos fica sempre mais à frente.

(…)

 

Rosalina Marshall é uma poeta portuguesa, nascida em Lisboa em 1976. Estudou Filosofia na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa e fez sua pós-graduação em tradução pelo Chartered Institute of Linguists. Publicou os livros Manucure (2013), Ginecologia. Considerações em defesa da virgindade de Nossa Senhora (2014) e Clorântida (2015).

 
Set your Twitter account name in your settings to use the TwitterBar Section.